quarta-feira, 30 de novembro de 2011

A última vez

O último beijo
O último abraço
O último trabalho
A última risada
A última raiva
O último lanche
O último espreguiçar
O último livro
A última xerox
Os últimos amigos

O último dia de aula do curso de Jornalismo, na Universidade Federal de Alagoas.

A primeira lágrima...

5 comentários:

O sofrologista católico disse...

Existem duas formas de destruir a misericórdia: eliminando o pecado e eliminando o perdão. Estas são precisamente as duas atitudes mais comuns nos dias que correm. Numa enorme quantidade de situações não se vê nada de mal. Naquelas em que se vê, não há desculpa possível. As acções do próximo ou são indiferentes ou intoleráveis. O que nunca são é censuradas e perdoadas. O que nunca se faz é combinar o repúdio do pecado com a compaixão pelo pecador.

Luís Gustavo Brito Dias disse...

- apesar das lágrimas, meus parabéns.

Ben-Hur Bernard, B. Bernard, Ben-Hur Bernard Pereira Costa (oficial), Biú (para as minhas crianças), Ben (para os amigos), BHB (para Aline Lemos) disse...

Obrigado =D

Camilla K. disse...

è sempre triste o ultimo do que a gente ama

Anônimo disse...

Nada é pior do que a certeza de cair na realidade